André Carretoni

Cadeira número 4

Nascido no Rio de Janeiro, em 11 de janeiro de 1971, André Bustamante Carretoni cedo se apaixona pelas artes. Autodidata, aprende música, desenho, faz cursos de teatro e de cinema até que, aos 27 anos, graças aos seus conhecimentos de informática, dá uma reviravolta em sua vida e parte do Brasil, à procura de novas experiências.

Vive por seis anos em Lisboa, faz o Caminho Português de Santiago de Compostela e inscreve-se em um curso de pintura em Florença, onde escreve “Piedade Moderna” e conhece Jannick, que se tornará sua esposa.

Vive por dois anos em Lausanne. Escreve “Mais Alto que o Fundo do Mar”, envia contos e crônicas para os sites Tertúlia e Bonjour Brasil e frequenta o Laboratório de Escritura Criativa à Distância do Instituto Camões.

Depois de quatro anos em Paris, no encalce da Geração Perdida, instala-se em Nice e encontra nova fonte de inspiração.

Nasce seu filho, Tiziano Carretoni.

Publica seu livro “Mais Alto que o Fundo do Mar” em francês (“Plus Haut que le fond de la Mer”), escreve “TELMAH, A Tragédia do Desencontro” e participa da oficina literária da escritora Adriana Lisboa e do masterclass do escritor Bernard Werber.

Publica “TELMAH, A Tragédia do Desencontro”.

É eleito Acadêmico Imortal da Academia Brasileira de Letras/Suíça, cadeira número 4.

Segue escrevendo.

 

Bibliografia

Piedade Moderna
Editora Mondrian
Brasil, 2005

Mais Alto que o Fundo do Mar
Atelier Produção Editorial
Portugal, 2008

Plus Haut que le Fond de la Mer
Edilivre
France, 2018

TELMAH, A Tragédia do Desencontro
Editora Chiado
Portugal, 2019

Sítio Pessoal

www.carretoni.com

 

book near glass window